Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
EXTORSÃO OU 'ESPERTEZA'?

Casal é preso após exigir R$ 1 mil para devolver cachorro desaparecido

O animal, da raça Pug, havia fugido de uma chácara no dia 25 de dezembro

sábado, 02/01/2021, 10:02 - Atualizado em 02/01/2021, 10:01 - Autor: Com informações do Ricmais


Imagem ilustrativa da notícia Casal é preso após exigir R$ 1 mil para devolver cachorro desaparecido
| Reprodução

Um casal foi preso após exigir a quantia de R$ 1 mil para devolver um cachorro ao seu tutor. O animal, da raça Pug, havia fugido de uma chácara no dia 25 de dezembro. O caso foi registrado em Curitiba. 

Os suspeitos tentaram se aproveitar da situação e entraram em contato com o proprietário do animal após o mesmo fazer um apelo nas redes sociais.

“O tutor começou a fazer uma campanha na rede social para encontrar esse animal. Nós começamos a investigar e a gente descobriu que um casal havia ficado com o animal e eles começaram a extorquir o tutor exigindo R$ 1 mil para devolver o animal”, explicou o delegado Matheus Laiola, da Delegacia do Meio Ambiente.

A tentativa de extorsão foi confirmada por mensagens de áudio enviadas para a vítima. Em uma delas, o homem deixou claro que só devolveria o pet após o pagamento de uma "recompensa". 

“A situação é a seguinte. Eu sei com quem está o cachorro , já te falei, entendeu. Aí, vai no teu critério, tá ligado. Se você estiver interessado no cachorro realmente e estiver disposto a pagar o que eu falei, nós vê o que nós faz [sic]. Caso contrário, infelizmente, o cachorro foi achado na rua, você sabe disso”, disse o suspeito.

Além de tentar extorquir o dono do animal, o casal chegou a vender o cãozinho para uma terceira pessoa, que não sabia que o cachorro não pertencia aos suspeitos. 

“A gente foi atrás e a gente verificou que essa outra pessoa estava de boa fé e esse animal foi devolvido para o antigo tutor”, completou o delegado. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS