Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

PANDEMIA

Fim de semana com bares movimentados em Belém

segunda-feira, 21/09/2020, 08:00 - Atualizado em 21/09/2020, 08:00 - Autor: Suênia Cardoso e Luiz Guilherme Ramos


O primeiro fim de semana com a liberação definitiva do horário de funcionamento de bares, das 18h às 01h, após a publicação na segunda-feira (14), do decreto nº 97.265/2020, no Diário Oficial do Município, levou muitos clientes a estes estabelecimentos na tarde de sábado (19), na capital paraense.

No complexo Ver-o-Peso, o fluxo era intenso, com pessoas que buscavam ao máximo aproveitar a flexibilização com familiares ou amigos. Em um dos boxes do complexo turístico, a doméstica Maria Corrêa Franco, 41 anos, disse ter sido a primeira vez que saiu de casa para o lazer. “Saía apenas para trabalhar e hoje (sábado) vim me divertir com alguns amigos”.

A mudança também tem sido motivo de grandes expectativas para muitos permissionários que acreditam na retomada dos negócios. Mariana Campos, 51, permissionária do Box da Lene, acredita que o novo protocolo de funcionamento atraia mais clientes, entretanto, a proibição de música no local é um ponto desfavorável, diz ela. “Os permissionários e os clientes não podem ouvir música, caso contrário seremos punidos. Sendo assim, ficamos restritos e isso acaba sendo um problema porque as pessoas que frequentam bares gostam de ouvir um som”, lamenta.

DECRETO

O decreto também amplia de 40% para 70% a capacidade de funcionamento dos estabelecimentos de alimentação fora do lar, desde que sejam respeitadas regras como o distanciamento de dois metros entre as mesas e capacidade máxima de até quatro clientes por mesa. A permissionária de um dos boxes do Ver-o-Peso, Lúcia Torres, 56, aguarda ansiosa o aumento da clientela. “Estou fazendo delivery aos finais de semana, pois tenho clientes que ainda não querem sair de casa. Então, vou me virandocomo posso”.

Em um dos bares e restaurantes da Estação das Docas, o gerente Patrick Moraes, 42 anos, acredita na retomada de um público maior. No local, a presença dos clientes por volta das 16h ainda era moderada, mas ele atribui o baixo fluxo ao horário. “No período do primeiro decreto sentimos muitas dificuldades por conta do horário, mas agora, com a flexibilização, esperamos o retorno das pessoas e, consequentemente, o aumento das vendas e do lucro”.

Horários de funcionamento

- Restaurantes: 11h às 01h

- Lanchonetes: 6h às 20h

- Estabelecimentos em orlas e praias: 7h às 17h

- Bares: 18h às 01h

 

Ver-o-Rio foi um dos locais procurados para lazer

Um dos principais locais escolhidos pelas pessoas em Belém para passear ontem foi o complexo Ver-o-Rio, no bairro do Umarizal. Formado por praças, um lago, quiosques e bares, o local foi tomado por famílias dispostas a aproveitar a noite de domingo. A comerciante Luzia Santos, 53 anos, festejou.

Noite de domingo com movimento intenso no Ver-o-Rio
Noite de domingo com movimento intenso no Ver-o-Rio Antonio Melo
 

“Foram mais de seis meses sem poder funcionar direito. Eu nunca tinha passado por uma situação dessas. Para quem trabalha com bar, essa notícia foi a salvação que nós precisávamos”, afirma, sobre a volta do funcionamento dos bares. Durante a proibição, a comerciante disse que contou com a ajuda de parentes e do governo federal para pagar as contas.

“Eu recebi o auxílio, mas isso não ajudou em muita coisa. Mal dava para auxiliar nas despesas. Contei muito com a ajuda dos filhos, familiares, para poder enfrentar esse período de seca, proibição. Nunca tinha passado por uma situação dessa e desejo que tudo isso passe logo”. O movimento, segundo ela, já subiu em torno de 50%.

Outro local muito procurado ontem foi a Estação das Docas. “Desde que os locais foram liberados, a gente sente necessidade de passear, dar uma volta. É uma maneira de retomar a vida e esquecer um pouco das mazelas que esse vírus trouxe, muito medo e agonia em todos nós”, afirma o funcionário público Abdias Cavalcante.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS