Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

ATROCIDADE

Homem abre a barriga de esposa grávida para saber o sexo do bebê

domingo, 20/09/2020, 18:36 - Atualizado em 20/09/2020, 18:38 - Autor: Com informações de Daily Star


| Reprodução

Um homem foi preso acusado de abrir a barriga de sua esposa grávida. Segundo as filhas, ele fez isso para tentar saber qual era o sexo do bebê.

Pai de cinco, o indiano, identificado apenas como Pannalal, cometeu o crime porque estaria cansado de ter só mulheres. Segundo parentes, ele estava desesperado por um filho. “Pannalal queria um filho e cometeu o crime para saber se era feto masculino ou feminino”, disse uma das filhas.

De acordo com Pravin Singh Chauhan, oficial sênior da polícia, a mulher grávida está gravemente ferida. “O homem foi preso. Estamos investigando as razões por trás do crime”, disse o policial à rede de notícia NDTV.

Pannalal usou um objeto pontiagudo para cortar a barriga da mulher, em Budaun, no estado de Uttar Pradesh, no sábado (19), segundo a reportagem.

Veja mais:

+Programa de TV infantil coloca adultos pelados na frente de crianças; veja o vídeo! 

+Marília Mendonça posta foto e diz que quer ser "coroa gostosa"


Os vizinhos ficaram horrorizados com o crime e imediatamente levaram a mulher, em estado crítico, ao hospital distrital e, em seguida, ao hospital Bareilly. A gestante continua viva, mas não se sabe se ela ou o bebê sobreviverão. Acredita-se que ela esteja grávida de 6 ou 7 meses.

O marido foi detido e permanece em custódia.

Na cultura indiana, há preferência para filhos. Um estudo sobre mortes de meninas, feito pelo Centro Asiático de Direitos Humanos, uma organização não governamental com sede em Delhi, descobriu que a Índia tem uma das taxas mais altas do mundo.

Muitos casais abortam suas filhas ainda não nascidas, uma vez que descobrem o sexo, por razões financeiras e sociais.

Um relatório de 2007 do Centro Internacional de Pesquisa sobre Mulheres (ICRW) disse: "Os pais esperam que os filhos - mas não as filhas - forneçam cuidados financeiros e emocionais, especialmente na velhice. Os filhos aumentam a riqueza e a propriedade da família, enquanto as filhas os drenam por meio de dotes. Os filhos continuam a linhagem familiar, enquanto as filhas se casam em outra casa. Os filhos desempenham papéis religiosos importantes e os filhos defendem ou exercem o poder da família, enquanto as filhas precisam ser defendidas e protegidas, criando uma percepção de peso para a família ”.

O estudo descobriu que as famílias têm maior probabilidade de receber uma filha se já tiverem filhos.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS