Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

PRESSÃO

Mazola afirma estar ameaçado do cargo; veja o vídeo

segunda-feira, 21/09/2020, 08:14 - Atualizado em 21/09/2020, 08:55 - Autor: Matheus MIranda


Mazola admite pressão em entrevista coletiva após o empate contra o Botafogo-PB.
Mazola admite pressão em entrevista coletiva após o empate contra o Botafogo-PB. | Wagner Santana

Habitual em coletivas pós-jogo do Leão, no discurso do técnico Mazola Júnior, mais uma vez tivemos palavras de justificativa pelo insucesso da equipe. Com chances de balançar as redes, especialmente no segundo tempo, o comandante não deixou passar batida a falta de qualidade no setor ofensivo pela ausência de triunfos. De acordo com o técnico, é tal fator que ainda não fez o time engrenar. “Acho que o que falta é gente que faça gol. É a única coisa que tá faltando no time do Remo”, frisou.

Leão não encontra o caminho do gol e das vitórias
Leão não encontra o caminho do gol e das vitórias Wagner Santana
 

Com a ausência de um atacante de referência no ataque, devido os desligamentos de Zé Carlos e Giovane Gomez, Mazola Júnior aproveitou para comentar em cima da saída do antigo camisa 9 e as dificuldades encontradas para repor um atleta da posição. “O gol tá muito caro. Alguns atletas que conversaram conosco não aceitaram vir para o Remo. Estamos trabalhando para tentar resolver o grande problema do Clube do Remo, hoje, que é gente que faça gol”, ponderou. “Espero que o próximo jogo já tenhamos uma luz. Estamos sem um centroavante de referência. Fizeram uma campanha monstruosa contra o Zé Carlos e estamos sentindo na pele a situação de contratar atacante que faça gols. O mercado tá complicado. Trazer por trazer não vamos fazer”, cravou. Sem resultados positivos há sete jogos e com a perda do título Estadual para o maior rival, ao lado da cobrança incessante da torcida, o técnico comentou sobre o seu cargo à frente da comissão técnica azulina estar na corda bamba.


“Eu tô ameaçado no cargo desde que cheguei. Nós ficamos 11 jogos se perder, com oito vitórias e ninguém falou nada, ninguém valorizou isso. Agora que tivemos a perda do Estadual, lógico que pesou bastante, e estão adicionando a perda do Estadual na Série C, que não tem nada a ver. Lógico que é preocupante, mas ao mesmo tempo estou muito satisfeito com a evolução da equipe e muito satisfeito de ter detectado o grande problema do Clube do Remo, que vamos ter que resolver, que são os homens que façam gol”, explicou.

Leão não encontra o caminho do gol e das vitórias
Mazola admite pressão em entrevista coletiva após o empate contra o Botafogo-PB. | Wagner Santana
Mazola admite pressão em entrevista coletiva após o empate contra o Botafogo-PB.
Mazola admite pressão em entrevista coletiva após o empate contra o Botafogo-PB. | Wagner Santana

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS