Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

ARRANCADA?

Remo aproveita sequência de jogos em casa para evoluir

sábado, 19/09/2020, 09:49 - Atualizado em 19/09/2020, 10:22 - Autor: Matheus MIranda


| Celso Luiz/Diário do ABC

A primeira metade da Série C do Brasileirão está chegando ao fim. E, para o Clube do Remo, a reta final do primeiro turno não poderia ser mais atrativa – e otimista – do que atuar de forma consecutiva em casa. Em ordem, o Leão Azul encara o Botafogo-PB, o Manaus-AM e o maior rival, em Belém. De quebra, o segundo turno também iniciará em solo paraense, ocasião em que o grupo enfrenta a Jacuipense-BA, no estádio Mangueirão.

Com exceção do clássico Re-Pa, que ultrapassa o nível da lógica, nos outros três compromissos, em termos de pontuação oriundas de vitórias, a equipe pode cravar vaga no G4, tendo como base o retrospecto de edições passadas da Terceirona.

Mas, para isso, o time precisa, antes, bater o Belo e quebrar a recente marca negativa de seis jogos sem vitória, entre Estadual e Nacional. Ao todo, são três derrotas e três empates. Com o fim do Parazão 2020, onde ficou na segunda colocação, a reação remista só pode ocorrer pela Terceirona.

Dessa maneira, o elenco espera aproveitar bem os jogos no seu quintal pela competição, para voltar a vencer e, consequentemente, disparar na tabela. “Vem em bom momento (jogos em casa), principalmente porque a gente não vai ter a semana cheia. Não vamos ter viagens também, que são desgastes. Temos que tirar proveito disso”, elencou o zagueiro/lateral Rafael Jansen. “Temos Botafogo-PB, Manaus, Paysandu e Jacuipense. A gente tem que somar o máximo de pontos possíveis para que a gente já encaminhe bem a classificação para a próxima fase”, comentou o jogador.

Com o tempo mais extenso para treinamentos, algo distinto até uma semana atrás, ocasião em que os profissionais revezavam entre dois dias na semana para jogos oficiais, a comissão técnica poderá, agora, organizar melhor e aprofundar estratégias que devem deixar o time mais competitivo. “Há tempos que nós não tínhamos tempo para poder treinar. O Mazola vem frisando muito a parte técnica e tática para podermos atingir um nível muito mais alto do que vínhamos demonstrando nos outros jogos”, garante Jansen.

Enfim, um lateral-direito

O lateral-direito Ricardo Luz (foto) é o novo contratado do Clube do Remo para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série C. Ricardo, de 25 anos, é natural de Vitória-ES. O atleta tem passagens por times como Villa Nova-MG, Social, Democrata-SL, Guarani-MG, Araxá, Atlético-GO, Brasil de Pelotas e Santo André. O jogador chega com status de titular, já que o outro atleta da posição, Everton, ainda se recupera de lesão.

Celso Luiz/Diário do ABC
 

O novo lateral do Leão destacou a força da torcida azulina para sua vinda para o clube. “Expectativa muito boa de vestir essa camisa. Remo é um time de torcida grande e com história. Muito feliz e espero conquistar os objetivos”, disse. Ricardo Luz chega em Belém nos próximos dias, onde irá realizar os exames médicos para ser integrado ao elenco comandado pelo técnico Mazola Jr.

FICHA TÉCNICA

Nome: Ricardo Luz Araújo

Data de nascimento: 23/02/1995 (25 anos)

Naturalidade: Vitória-ES

Rodagem: como Villa Nova-MG, Social, Democrata-MG, Guarani-MG, Araxá, Atlético-GO, Brasil de Pelotas e Santo André.

Dioguinho já está à disposição

Uma das contratações do Clube do Remo para o restante desta temporada já está liberado e pronto para jogo. O meia-atacante Dioguinho teve a inscrição publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na tarde de sexta-feira (18). O jogador, titular pelo Castanhal, até as fases eliminatórias do Estadual, segue em bom condicionamento físico, o que o respalda para marcar a sua estreia já neste domingo (20) contra o Botafogo-PB, com a camisa da sua nova equipe, pela Série C do Brasileiro.

O meia pode fazer sua estreia contra o Botafogo-PB
O meia pode fazer sua estreia contra o Botafogo-PB Divulgação
 

Com o desejo do técnico Mazola Júnior em deixar o time cada vez mais ofensivo e no jeito que a torcida espera, com mais imponência e menos retranca, Dioguinho se credencia para ganhar uma vaga no meio-campo, na vez de algum volante. Hoje o setor conta com a presença de Charles, Lucas Siqueira e Gelson no time titular. Carlos Alberto, que ainda não atingiu condicionamento para atuação nos 90 minutos, mesmo com qualidade técnica avançada, pode ser o elo de revezamento com o recém-chegado.

Independentemente se será utilizado no começo ou no decorrer da partida, fato é que Dioguinho deixou claro o seu desejo, daqui para frente, com o manto azul-marinho. “Espero ajudar da melhor forma o clube e conseguir o principal objetivo do Remo, que é vaga na Série B”, adiantou o jogador.

E mais: ‘Olhão’ no craque

Atento ao mercado, já que deve anunciar mais três contratações, com o foco em um atacante de referência, um lateral-direito e outro meia-armador, o plantel do Clube do Remo também se tornou alvo de atenção de outras equipes. Mais precisamente, o atacante Tcharlles. Destaque do setor ofensivo azulino, o atleta tornou-se prioridade para compor o elenco do Figueirense, para a disputa da Série B do Brasileiro. O pedido partiu do técnico Elano, com quem trabalhou na Inter de Limeira, na disputa do Paulista.

A equipe catarinense tenta a contratação do jogador desde a chegada do comandante à comissão técnica. Vale lembrar que recentemente o jogador teve um aumento salarial após receber oferta de um time da Turquia. A agremiação ameaçou protocolar ação contra o aliciamento em cima do seu atleta. A multa rescisória do atacante é de R$ 500 mil. Sobre a situação, a diretoria do clube foi cirúrgica. “O Tcharlles continua e só sai com o pagamento da multa”, disse o diretor Dirson Medeiros.


O meia pode fazer sua estreia contra o Botafogo-PB
| Celso Luiz/Diário do ABC
| Celso Luiz/Diário do ABC
Mazola agora tem tempo para treinar o time
| Celso Luiz/Diário do ABC

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS